Qual a diferença entre cravos e espinhas?

Dicas de cuidados com a pele e cabelo no Verão

Apesar dos cravos e das espinhas fazerem parte da mesma condição de pele, a acne, eles não são a mesma coisa. Enquanto o primeiro é um sinal que as glândulas da região estão entupidas, o segundo trata-se de um estágio mais avançado que acontece a partir de uma inflamação bacteriana na área.

Existem dois tipos de cravos: os abertos (formados pelos pontinhos pretos) e os fechados (pontinhos brancos). A diferença entre eles se dá apenas pela alteração na coloração. A cor escura aparece devido a oxidação a partir do contato do sebo com o oxigênio, as impurezas do ar e até a maquiagem que usamos no dia a dia. Os mais claros, por estarem dentro da pele, não tem contato com o exterior e, por isso, preservam a cor esbranquiçada.

 

Como tratar os cravos e as espinhas? 

Por surgirem a partir do entupimento dos poros e das glândulas sebáceas, um dos principais passos para evitar o surgimento de cravos e espinhas é manter uma rotina de limpeza facial. Além de lavar o rosto duas vezes ao dia – uma pela manhã e outra à noite – com um produto indicado para o seu tipo de pele, é essencial retirar a maquiagem sempre antes de dormir. Outra dica é não usar cosméticos muito densos e pesados, que podem ajudar a entupior os poros.

A hidratação e o uso do protetor solar também fazem parte da rotina de cuidados e ajudam a evitar o efeito rebote, que pode aumentar o surgimento dos cravos e espinhas devido à produção excessiva de sebo.

Esfoliar a face uma vez na semana ou a cada 15 dias com um produto não-abrasivo é outro passo que auxilia na eliminação dos cravos, pois ajuda a retirar a camada de pele morta e sujeira que pode estar obstruindo os poros e causando o acumulo de sebo. A limpeza de pele feita por um profissional qualificado também pode fazer parte do tratamento. O indicado pelos dermatologista é fazer o procedimento a cada dois ou três meses.

Lembre-se de que espremer a face pode causar cicatrizes e piorar a inflamação dos comedões. O contato da mão suja com a região pode acabar levando novas bactérias ao local e fazer até com que novas espinhas surjam.

Procedimento em alta

Conteúdos mais acessados

Nossos serviços

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Conteúdos

Tratamentos

Abrir Chat
💭 Precisa de ajuda?